Cristão queimado vivo no Paquistão

 

Por volta de vinte dias atrás, postei um artigo do Der Spiegel sobre o genocídio de cristãos. Hoje, lemos mais uma notícia assustadora. E ninguém na mídia brasileira parece dar importância ao massacre sistemático de cristãos pelo simples fato de serem… cristãos.

 

PAQUISTÃO: CRISTÃO QUEIMADO VIVO POR NÃO SE CONVERTER

Islamabad, 23 mar (RV) – Após as inúmeras queimaduras sofridas em um brutal ataque, morreu o motorista cristão de uma rica família da cidade paquistanesa de Rawalpindi que havia sido “queimado vivo” por um grupo de extremistas islâmicos porque tinha se recusado a se converter ao Islã. Foi o que noticiou o jornal online afiliado ao partido cristão local, o Pakistan Christian Post.
Arshad Masih, de 38 anos, tinha sofrido queimaduras em 80% do corpo e segundo os médicos do hospital Sagrada Família, onde estava internado, tinha poucas probabilidades de sobrevivência.

A mulher do cristão agredido, Martha Bibi, disse ainda ao jornal que foi estuprada por alguns policiais do quartel onde foi denunciar o caso. A violência ocorreu diante dos três filhos do casal que tem idade entre 7 e 12 anos. A mulher trabalhava como doméstica junto ao marido desde 2005 em uma família muçulmana de boas condições financeiras.

Nos últimos tempos emergiram alguns desentendimentos por causa da fé cristã que seguiam e porque se suspeitava de um furto ocorrido na casa. Masih recebeu pressões por parte de seu patrão para abraçar a religião muçulmana, mas teria se recusado, como informam algumas agências de notícia.

Nos últimos anos tem se repetido atos de violência contra a minoria cristã paquistanesa, que representa 1,6% da população. As organizações cristãs locais se mobilizaram ontem pedindo ao governo da província de Punjab que puna os responsáveis pelo homicídio e inicie uma investigação sobre a violência sexual ocorrida. (RD)

Veja a notícia em seu endereço original aqui.

4 comentários Cristão queimado vivo no Paquistão

  1. italo

    queimar um cristão em que agride a mãe natureza ? são muitos eles não estão em perigo de extinção, ao menos segundo a ONU, GREENPEACE, WWF etc. coisa mais abominável é matar um pombinho, uma rolinha, um pobre e indefeso tubarão branco, não é? e além do mais a fumaça produzida pela queima de um único cristão não afeta a camada de ozônio, pior seria se fosse uma pobre arueira.

    nossa. minha saliva acaba de perfurar o carpete.

  2. Sandro Cruz

    O cristão que deveria ser queimado vivo em praça pública é esse papa Bento 16 e todos os seus capangas travestidos de “homens de deus”. Este indivíduo deveria responder por todos os crimes cometidos por essa instituição cretina, que por séculos, condemou centenas de milhares à morte na fogueira entre outros suplícios cruéis. Queimem os padres pedófilos e toda corja cretina da hierarquia desse lixo chamado cristianismo.

  3. G. Ferreira

    Sandro. Aprovei seu comentário apenas pra registrar e exibir quão imbecil e contraditória pode ser a atitude de gente como você. Você gostaria de queimar todo o “lixo chamado cristianismo” por ser responsável por “suplícios cruéis”?

    Estulto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.