Artigo Pastoreando 2

Caríssimos. Abaixo, o segundo dos pequenos textos.

 

* * *

 

Na edição passada, comentamos a citação retirada da Carta de São Pedro que nos chamava ao conhecimento e à defesa de nossa fé. Penso que aquela citação está em estreita conexão com outra, agora de São Paulo se dirigindo aos Efésios, capítulo 4, especificamente os versículos 13b e 14. A comunidade de Éfeso passou por diversas tensões e, justamente por conta disso, o Apóstolo diz:

"até que todos tenhamos chegado à unidade da fé e do conhecimento do Filho de Deus, até atingirmos o estado de homem feito, a estatura da maturidade de Cristo. 14. Para que não continuemos crianças ao sabor das ondas, agitados por qualquer sopro de doutrina, ao capricho da malignidade dos homens e de seus artifícios enganadores."

Quero apontar justamente aquilo que penso ser o centro do conselho de São Paulo: devemos atingir a maturidade, termos uma fé adulta, em oposição àquela de criança, frágil e que é levada por qualquer vento de doutrina. Novamente aparece aqui a relação radical – de raiz –, entre o aprofundamento e a maturidade da fé e o seguimento do Senhor. É assim que podemos chegar "à estatura de Cristo". Nos nossos tempos atuais, assim como entre os Efésios, vivemos nós também em meio a crises e tensões que desafiam nossa maturidade em matéria de fé. Por vezes somos infantis e displicentes com o que não devíamos e adultos e arrogantes quando não nos seria lícito. Se por um lado devemos nos fazer crianças na postura de escuta e confiança em Deus, verdadeiramente entregues a Ele, por outro lado permanecemos na meninice irresponsável em nossos compromissos e conhecimentos das coisas de Deus e de Sua Igreja. E como crescer na fé senão pela oração em conjunto com a escuta atenciosa da Palavra de Deus que emana das Escrituras e do Magistério da Igreja?

Atingir a estatura de Cristo é assumir plenamente a nossa fé com firmeza de propósito e inteligência adulta. Se a vida às vezes nos bate em ondas, que nossa fé e nossa adesão à Igreja não se sujeite aos percalços mas que esteja acima dos ventos enganadores como farol seguro para nosso caminho.

Um abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.