O Sistema de Fases para avaliação

Procurando por artigos de Shamik Dasgupta em seu site, acabei clicando em uma de suas ementas de curso na qual ele afirmava usar o “Levels System” para avaliação. Como o próprio Dasgupta afirma, o sistema não é dele, é criação do professor Dustin Locke, do Claremont McKenna College.

Segundo Locke, o sistema é baseado na estrutura de jogos de videogame, na qual você só passa para a fase posterior quando completa a anterior (por isso traduzi “level” por “fase”). No entanto, para além da gamificação, o interessante é a construção progressiva dos níveis que parece construir um excelente caminho para o processo de melhora da escrita acadêmica. Grosso modo, os alunos têm x tentativas de passar por todos os níveis e a avaliação consiste na aferição de quão bem sucedido foi o aluno em satisfazer os critérios de cada fase, que são descritos da seguinte forma:

  • Fase 1: texto explanatório, entre 150 e 300 palavras, acerca de algum argumento presente nas leituras;
  • Fase 2: texto explanatório, entre 400 e 600 palavras, acerca de dois argumentos presentes nas leituras e que tenham alguma relação entre si (objeção, continuação ou dependência);
  • Fase 3: texto explanatório e crítico, entre 700 e 1000 palavras, tal como o paper da fase 2, mas com uma seção na qual o autor posicione-se criticamente acerca de um dos argumentos mostrando argumentativamente as razões de ele ser defeituoso, falho ou inconsistente.

A exposição original de Locke está aqui e a reformulação de Dasgupta, aqui.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.