O que significa pensar no papel de um filósofo na história da filosofia?

Um dos objetivos das minhas últimas pesquisas tem sido a reavaliação do que se poderia denominar grosso modo o papel e as contribuições de Kierkegaard para o panorama mais geral da filosofia da segunda metade do XIX e dos séculos XX e XXI. Contudo, aquele grosso modo acima esconde precisamente uma das maiores dificuldades em… Continue lendo

As violações da realidade – Artigo na Gazeta do Povo

Publiquei ontem, na Gazeta do Povo, um pequeno artigo sobre o atual debate acerca dos trigger warnings nas universidades americanas, bem como sua “base” nas assim chamadas “microagressões”: O termo “microagressão” é um neologismo criado na década de 70 pelo psiquiatra Chester Pierce, de Harvard, para se referir justamente aos casos de agressões cotidianas mais… Continue lendo

Substratum versus Bundle: Ted Sider e van Inwagen sobre ontologias

O problema dos universais talvez seja “o” problema filosófico por excelência. Ted Sider, professor da NYU e autor de diversos livros sobre Ontologia, faz no seu artigo de 2006, além da exposição das suas próprias posições e do tratamento do problema dos “bare particulars”,  uma excelente síntese das soluções tradicionais: The complaint is aimed at… Continue lendo

Markus Gabriel contra a Existência como Quantificação

Avançando em alguns temas que já me interessavam desde o início das pesquisas para o doutorado, encontrei o bom artigo de Markus Gabriel sobre The Meaning of “Existence” and the Contingency of Sense. Ao comentar a posição fregeana, Gabriel apresenta um interessante argumento, a partir da própria posição de Frege, contra a posição de que… Continue lendo